TANQUE-REDE

Como desenvolvemos o nosso equipamento.

tanque rede

“...Há 40 anos, os astronautas Americanos tinham um grande problema para escrever relatórios em órbita. Sem gravidade, as canetas esferográficas empacavam. Para resolver esta questão, a Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos, contratou especialistas a fim de criar uma caneta que funcionasse em quaisquer condições: no espaço, na água, no frio ou de cabeça para baixo. Dez anos e milhões de dólares depois, a tal caneta ficou pronta. E sabe o que os russos fizeram para resolver o problema? Usaram lápis. Esta pequena história mostra a principal diferença entre as pessoas que se perdem no problema e aquelas que se concentram em encontrar a solução. Quem gasta muita energia com problemas tende a ficar patinando no atoleiro – enquanto os que usam a cabeça para driblar as adversidades alcançam mais rápido o sucesso nos negócios. Na há uma receita para se tornar um especialistas em soluções, mas a experiência mostra que o caminho mais curto passa pela simplicidade e pela humildade. Humildade para buscar a simplicidade. E simplicidade para não complicar, o que a maioria das pessoas faz. Problemas são eternos e estão em todos os lugares. Não adianta amaldiçoar sua existência. É mais gratificante encontrar as soluções. É uma questão de postura.”

Texto tirado da revista Aqüicultura & Pesca
Nº 18. ano II
Março/2006


tanque-redeMinha contribuição foi desenvolver um produto inédito, leve, seguro, prático, econômico e durável. O que se via por aí eram estruturas de ferro, pesadas, mal-resolvidas, perecíveis, muitas vezes acabando como sucata na beira dos lagos.

O alumínio era considerado impraticável pelo se alto custo. O que não se levou em consideração é que se é caro, também é leve. O ferro é barato, mas é pesado. Além de utilizar muitos quilos de material, exige um sistema de flutuadores muito maior, e o que é pior, a manejabilidade fica comprometida. A vida útil do ferro é bastante limitada.

O material escolhido foi um perfilado ovalado, com duplo reforço interno, que além de leve e resistente, não possui cantos vivos e permite a costura da tela sobre si, malha-a-malha. Como a tampa é da mesma tela e embutida na estrutura, fica impossível qualquer predador agir. A tampa é leve, de um tubo do mesmo material, toda moldada, sem a necessidade de soldas.

Soldas são caras e enfraquecem o conjunto. A estrutura é feita com um única barra de cantos moldados. A tampa com meia barra. Trabalhamos com as seguintes dimensões de estrutura:
  • 1,00 x 1,00m
  • 2,00 x 2,00m
  • 3,00 x 3,00m
  • 3,00 x 2,00m

  • A tela é de arame galvanizado revestido com PVC. Pode-se utilizar várias malhas (5/8" , 3/4", 1", 1 e 1/4", etc).

    Tamanho dos Tanques-Rede

    Quanto mais próximos da tela os peixes ficarem, melhor será seu acesso à água de boa qualidade. Portanto, quanto menores os tanques-rede, maior poderá ser a lotação por metro cúbico, e maior será a produtividade.

    Entretanto, tanques-rede muito reduzidos ficam impraticáveis, pois requerem uma série de cuidados individuais, tornando muito onerosa a atividade. Tanques-redes de 5 ou 6 metros cúbicos são os ideais para tilápias, pois permitem despesca de até 1 tonelada por unnidade (lotação 1.500 Kg.), e são fáceis de manejar. Uma balsa de manejo e despesca custa pouco mais do que um tanque-rede. Considerando o lado social, permitem que populações ribeirinhas tenham acesso à atividade individualmente, sem necessidade de grandes investimentos em infraestrutura. Comparando: não se deve propor a um chacareiro ou sitiante comprar um trator gigantesco, próprio aos latifúndios. Algumas operações de manejo, como uma recontagem ou redistribuição permitem por vezes ser feitas por uma única pessoa.


    Produtividade

    tanque redeNossos tanques-rede têm obtido ótimas produtividades. O caso mais notável e devidamente comprovado foi observado em Alvorada do Sul-PR. Foram colocados em fevereiro 1.200 juvenis em cada tanque-rede de 5 m³. Como não houve mortalidade nem disparidade, e a água esfriou no inverno, apenas o peixe foi alimentado. Em setembro, se estava comercializando 1200 kg de peixes, obviamente de kg/tanque-rede.


    Possui alguma dúvida? Mande uma mensagem!

    Nome:
    E-mail:
    Cidade:
    Estado:
    Assunto:
    Mensagem:
     
     
    Todos os direitos reservados @ 2013 - Tanques-Rede Iarema - Crie peixes em paz com a Natureza.
    Rod. Dep. Dino Veiga, Km0 - Box01 - Itambaracá-PR - 86.375-000 - Tel 55 43 3542-2209 - contato@iarema.com.br | Mapa do Site